Jogos Vorazes

Mais uma sexta-feira e mais um Eu Indico pra vocês! Até pensei em fazer um Eu Indico carnavalesco, mas o que indicar? haha não sou “dos carnavais”. Então fica a dica de uma coisa que eu adoro pro carnaval: Livro hehe No Eu Indico de hoje vamos falar do primeiro livro que só li depois de ver o filme NA VIDA: Jogos Vorazes!

jogos-vorazes-001

Vamos começar pelo autor: Suzanne Collins, 53 anos, nascida em Connecticut, EUA, e já trabalhou como roteirista de programas infantis no canal Nickelodeon. Poucos sabem mas a autora possui uma outra sequencia de livros, com 5 títulos, intitulada “As crônicas do Subterrâneo”, todos lançados no Brasil e que também ficaram entre os mais vendidos nos EUA. Valem a pena a busca 😉

jogos-vorazes-002

Jogos Vorazes é o primeiro livro da trilogia homônima, e foi lançado no Brasil em 2008, seguido por Em Chamas (2009) e Esperança (2010), e narra a história da jovem Katniss Everdeen, e da nova nação, chamada Panem, que surge após o fim da América do Norte. Panem é dividida em 12 distritos e é comandada, sem piedade, pela Capital.

jogos-vorazes-003

Após a rebelião dos distritos contra a Capital, como forma de punição, ficam instituídos os Jogos Vorazes. Nele, um rapaz e uma moça entre 12 e 18 anos, de cada um dos distritos, é enviado para uma arena, onde lutam até a morte, até sobrar apenas 1.

Katniss se oferece como tributo aos jogos para proteger sua irmãzinha, Prim, quando o nome dela sai da urna de sorteio para os Jogos. A partir daí, ela precisa criar coragem para matar outros 23 jovens para que possa cumprir a promessa feita a sua irmã: voltar pra casa!

jogos-vorazes-004

Apesar de ser apaixonada por distopias, que são histórias a respeito de um futuro que é possível de acontecer, relutei em ler Jogos Vorazes, nem sei bem por que. Mas quando vi o primeiro filme fiquei boba e saí correndo para comprar os livros e devorei ele todos em pouco mais de uma semana. haha

Katniss é uma heroína ímpar, não quer ser lembrada como mártir, mas a responsabilidade se apresenta a ela e ela como toda boa heroína aceita, certo? Errado! Ela foge, o máximo que pode, de assumir responsabilidades por mais do que ela já assume, com sua mãe e irmã. Ela reluta em aceitar o que seu coração diz, ela é, em boa parte do livro, pura razão, e até um pouco egoísta. E é isso que eu amo nela, ela é real, possível, ela surpreende, mas surpreende por tomar decisões que você mesmo tomaria, e isso traz Jogos Vorazes pra perto do leitor de uma forma que eu ainda não havia presenciado em outra distopia.

jogos-vorazes-006

Procurei a respeito, com pessoas que leram tanto em inglês quanto em português e a maioria afirma que o tradutor, Alexandre D’Elia, fez um trabalho excelente, trazendo as emoções muito perfeitamente pra a versão brasileira. Muitas vezes uma má tradução acaba com a versão nacional de alguns livros, e até Harry Potter e a Pedra Filosofal, que eu li em inglês, eu senti que foi um pouco falho em alguns pontos na versão brasileira.

jogos-vorazes-007

Eu adoraria tem o box, mas todas as vezes que tentei comprar o bendito pela internet o frete estava um rim, aí comprei todos separados na Saraiva online e mandei entregar na loja 😉

Alguém que ainda não leu Jogos Vorazes por aqui? Conheço um número absurdo de pessoas que não leu ainda haha Me contem nos comentários!

Me sigam no snapchat em decarvalhoaline, se inscrevam na barra lateral para receber as atualizações do blog diretinho no seu e-mail, em primeira mão e siga nas redes sociais também para receber as atualizações:

Facebook | Twitter | Instagram | Google Plus | Pinterest | YouTube

Beijos e bom final de semana de Carnaval, aproveitem muito! 😉

Aline de Carvalho

Sempre amei falar, até descobrir que teclar era falar para lugares onde minha voz não chegava. Paulistana clássica, adoro um shopping, mas esqueço do tempo mesmo é nas livrarias. Vivo com fones nos ouvidos e um livro no nariz, perdida no meu mundinho particular e é ele que divido com vocês aqui, no Vinte e Poucos Anos.

4 Comments

  1. Sou simplesmente apaixonada por essa saga, e tenho muito orgulho disso! É muito mais do que literatura jovem, é também uma crítica tão bem feita. Como tem gente que ainda não leu? hahah
    Parabéns pelo blog! Acabei de conhecer e estou adorando! Me identifiquei também por estar estudando arq. Espero amar o curso assim como amo esse mundo dos blogs e literatura.
    Sucesso!
    Beijosss

    http://www.juliasrose.com.br

    • É uma crítica muito bem feita à sociedade atual! Isso que eu amo em distopias!
      Jogos Vorazes é tão real que você lê e fica com aquela sensação de que estamos migrando para isso…rs

      Ahh que legal! Fico feliz que tenha gostado!
      Você vai amar e odiar arquitetura, na mesma medida, ahaha acredite em mim! Hoje sinto falta da faculdade, mas enquanto estava lá não via a hora de sair!

      Boa sorte com o curso, precisando de qualquer coisa é só chamar 😉
      Beijão!

Me conta o que você achou: