Eu Indico: Narcos

Olá pessoal, estou tentando organizar um calendário de postagens, para que os dias da semana tenham temas e que vocês possam ter uma ideia do que encontrarão no post seguinte, acho que vai ficar mais organizado!

Sendo assim, fica estipulado que quarta feira é dia de cultura hehe ou seja, as quartas trarei para vocês filmes, músicas, livros, séries e lugares legais, para que vocês conheçam um pouco do meu gosto e experimentem coisas novas! Que tal?

Para estrear a coluna “Eu Indico”, uma série que assisti há poucas semanas e que vale a pena vocês verem também: Narcos!

Narcos é uma série americana exclusiva do canal de entretenimento on line, Netflix, dirigida por José Padilha (Tropa de Elite) e estrelada por Wagner Moura, no papel do narcotraficante, Pablo Escobar. Conta a história das rotas de tráfico que saem da Colômbia para a América e Europa, e tem como foco Pablo, o líder do Cartel de Medelín, principal grupo de traficantes de cocaína de que se tem conhecimento e a incansável e terrível luta dele e seus parceiros para manter seus negócios enquanto um agente americano da DEA (Drug Enforcement Administration), Steve Murphy (Boyd Holbrook – A Hospedeira) faz de tudo para desmantelar o cartel, acabar com a rota de tráfico Colômbia – Miami e levar Pablo a julgamento nos EUA por seus crimes de tráfico internacional.

Sou muito fã de séries, mas admito que prefiro as mais leves, de super heróis, ou de dramas adolescentes, mas por um pedido do noivo topei assistir Narcos, e porque adoro o trabalho do Wagner Moura e gostei muito dele em Elysium; fato é que não me arrependi!

O ponto principal de Narcos, para mim, e o que me faz recomendá-lo para vocês é a mescla da verdade, levantada através do extenso material existente a respeito de Escobar e seus comparsas, ou sócios, como ele os chama, e a liberdade literária do autor, Chris Brancato (Arquivo X), para preencher as lacunas que os investigadores não conseguiram descobrir. Todo filme, série ou livro que tem ligação direta com fatos históricos me cativa muito; a mescla de entretenimento com conhecimento adquirido é algo que torna a série muito envolvente, e os, em média, 50 minutos de cada episódio passam muito rápido. É quase impossível assistir um só por dia.

Há momentos da trama onde são inseridas fotos reais, da época do reinado de Escobar na Colômbia, linkando com os fatos que estão sendo apresentados no episódio, e em alguns pontos, as frases ditas pelos atores são exatamente as frases coletadas por escutas telefônicas, proferidas pelas pessoas que eles interpretam.

Pablo Escobar x Wagner Moura

Pablo Escobar x Wagner Moura

É impressionante ver que os atos mais absurdos cometidos por Pablo Escobar são reais, e que fotos e vídeos antigos provam isso, corroboram a história apresentada na série.

Fiquei envolvida do principio ao fim. Apesar de um traficante, em certo ponto, sem escrúpulos, não se pode negar a genialidade e o poder de manipulação do homem que foi Pablo Escobar.

Muito se falou a respeito da atuação de Wagner Moura, ou mais precisamente da sua pronuncia, pois, o personagem de Moura fala apenas espanhol, enquanto alguns personagens falam apenas inglês e outros falam ambas as línguas. Fato é que o espanhol nativo, com a “língua enrolada” e tudo rsrs é algo realmente difícil de reproduzir e apesar da firmeza na atuação e na caracterização do personagem, senti sim, que a pronuncia ainda ficou um pouco diferente dos áudios que já ouvi do próprio Escobar.

Mas para não desmerecer a atuação excelente de Wagner Moura, houve, na versão dublada, onde as partes em espanhol permanecem em espanhol, mas a partes em inglês são dubladas para o português, alguns personagens, como o Primeiro Ministro colombiano, que tiveram todas as suas vozes (inglês e espanhol) regravadas, para que não houvessem duas vozes diferentes na versão dublada e os dubladores, que regravaram as partes em espanhol, são sofríveis, um espanhol truncado, sem fluidez, bem abaixo da qualidade da série, que é bem alta.

No geral, a série é muito boa, e ficou com um gostinho de quero mais, mas recomendo que vocês assistam a versão original, legendada, se assim como eu você se liga muito nas pronuncias e sotaques de cada ator.

E vocês, já assistiram Narcos? Me contem o que acharam! Tem mais alguma série que me indicam?

Aline de Carvalho

Sempre amei falar, até descobrir que teclar era falar para lugares onde minha voz não chegava. Paulistana clássica, adoro um shopping, mas esqueço do tempo mesmo é nas livrarias. Vivo com fones nos ouvidos e um livro no nariz, perdida no meu mundinho particular e é ele que divido com vocês aqui, no Vinte e Poucos Anos.

3 Comments

  1. Muito boa a tua resenha, adorei!
    Ainda não terminei de assistir, se eu não me engano faltam 2 episódios pra eu terminar, mas confesso que estava gostando muito mais no início. Na real eu me desanimei depois do final do 6 ep quando o avião explode, porque fiquei com muita pena daquele guri hahaah.
    No primeiro ep eu achei que a pronuncia do Wagner tava bem boa, e não tava entendendo o porque de ver gente reclamando, mas depois eu também senti que tava meio ruim. Algumas falas parece que ele fala pausado demais e tal, mas eu adoro ele, acho um baita de um ator então isso não desmerece o trabalho, na real até acrescenta porque ele topou fazer um papel com uma língua que não é a dele.

    Já que tu gosta de fatos reais, te recomendo o livro: Zodíaco, conta a história de um serial killer americano e é sensacional! Existem duas adaptações no cinema, um de 2005 e outro de 2007. Recomendo mais o de 2007 que é mais fiel.

    beijos
    http://apenasimagine.wordpress.com

    • Olá Camila! Obrigada!
      Nesse Ep eu também dei uma murchada, porque fica muito claro a falta de escrúpulos do Escobar. Fica claro que ele vai até onde for preciso.
      Mas a segunda temporada promete, e já está sendo gravada 😉
      Parece um pouco que ele está lendo “un…ombre…” rs mas ele é tão bom ator que só me incomodou no começo. Achei ele falando inglês melhor haha

      O outro brasileiro na série, André Mattos, que faz um dos irmãos Ochoa, tem uma pronuncia bem firme, porque ele já fez outros papéis, até de comédia, como gringo falando espanhol. Acredito que na segunda será melhor.

      Serial killer? Já adorei. Já coloquei na lista! Obrigada.

      Beijos e volte sempre!

Me conta o que você achou: